Uncategorized

Agência Minas Gerais | Governo de Minas entrega certidões de regularização de propriedade a 40 famílias de Maria da Fé

O vice-governador Professor Mateus participou, nesta sexta-feira (27/10), da entrega de certidões de regularização de propriedade do conjunto habitacional Vila da Felicidade, localizado em Maria da Fé, no Sul do estado.

 

A ação do Governo do Estado, por meio da Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais (Cohab Minas), é realizada em parceria com a prefeitura da cidade.

A entrega reforça o compromisso da atual gestão estadual em promover o direito à moradia. A regularização vai assegurar a 40 famílias que residem no local a posse legal e definitiva dos imóveis, colocando fim a uma espera de quase dez anos. 

O vice-governador, Professor Mateus, destaca que a entrega das certidões de regularização traz tranquilidade e segurança para as famílias e contribui para a valorização dos imóveis e para o desenvolvimento do município. 

“Imagina o sofrimento e a angústia de uma família que está há nove anos pagando a prestação do imóvel sem, até então, possuir o registro. A entrega deste documento dá tranquilidade para essas pessoas e a segurança jurídica para que possam fazer o financiamento do imóvel, realizar a venda com tranquilidade e ter a certeza de que a casa vai ficar para os filhos. Então, a entrega significa o resgate da dignidade para essas famílias e também movimenta a economia local”.

Entrega

Com a entrega, as unidades habitacionais passam a ter situação regular, com as devidas averbações. O procedimento dá segurança jurídica para as famílias, já que a regularização permite que as transações, hoje realizadas na informalidade, ocorram dentro da legalidade, com as devidas garantias jurídicas e contratuais. 

Além de mudar a vida das pessoas, a regularização ainda contribuirá para o desenvolvimento social e econômico local, com ampliação do parque imobiliário e movimentação de receitas. 

Exemplo de alívio para as famílias vem da empresária Luciana Aparecida Machado que, junto ao marido e os três filhos, mora no conjunto desde o início da entrega da unidade. Eles se mudaram da zona rural do município e hoje, além da casa, construíram no terreno uma mercearia que atende toda a comunidade da Vila Esperança.

Para ela, o dia de hoje será lembrado para sempre por toda a família, uma vez que garante a posse definitiva da sua casa e do seu negócio. 

“A certeza da posse da minha casa é o que eu mais esperava na vida. Este sempre foi o meu sonho. Eu sempre esperei pela chance de regularizar este imóvel e ela chegou hoje, com o recebimento da escritura” contou.

Vale ressaltar que aqueles que já tiverem quitado o financiamento habitacional poderão requerer junto à Cohab Minas a escritura do bem.

Cohab Regulariza

Promover a regularização de propriedade urbana de empreendimentos habitacionais da companhia, por meio da Reurb-S, é o objetivo do programa Cohab Regulariza. 

As entregas realizadas em Maria da Fé fazem parte do projeto que, até o momento, já regularizou 3.576 unidades habitacionais, em 78 municípios de todo estado. 

A expectativa é a de que, neste ano de 2023, sejam regularizadas ainda 2 mil unidades, que já tiveram documentos protocolados em cartório.

Produção de azeite da Serra da Mantiqueira

Ainda em Maria da Fé, o vice-governador Professor Mateus conheceu o processo de produção do azeite Fio de Ouro, que é uma das 90 marcas de azeite produzidas na Serra da Mantiqueira. 

Fundada há 15 anos, a empresa foi uma das primeiras a investir no cultivo de azeitona e na produção do azeite de oliva e de abacate no estado. Hoje, além da produção do azeite, ela investe no turismo rural e oferece aos turistas que visitam a cidade um passeio guiado aos  olivais, fábrica e restaurante, onde é comercializado o produto.

A produção familiar contou, no início das suas atividades, com o apoio da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), que disponibilizou toda a tecnologia e a capacidade técnica e de pesquisa presente no seu campo experimental de Maria da Fé, que é voltado especialmente para a olivicultura.

Para o produtor Armando Gonçalves Filho, um dos proprietários da empresa, a Epamig é fundamental para o desenvolvimento do produto na região, principalmente no processamento do azeite de abacate que foi uma técnica apoiada por estudos da instituição de pesquisa e que possibilitou a diversificação na produção.

“Sempre tivemos o apoio da Epamig no manejo do produto, que vai desde a operação do maquinário e da colheita da azeitona até a análise. Principalmente no de abacate, no apoio com laboratório e análise do material. A parceria da Epamig possibilitou que nossa empresa fosse uma das primeiras produtoras do azeite de abacate em larga escala no país” contou.

Produção de azeite

A região da Serra da Mantiqueira concentra grande parte da produção do azeite mineiro, que em 2022 conquistou safra recorde, quando 120 mil litros foram produzidos. 

A produção local também leva Minas Gerais a ocupar o segundo lugar no ranking de produção do azeite do país, ficando atrás somente do Rio Grande do Sul. 

Estima-se que a área plantada seja de 3 mil hectares, com 1,2 milhões de plantas. Na região ainda existem 35 agroindústrias de extração de azeite, sendo que quatro estão localizadas em Maria da Fé.

O desenvolvimento da olivicultura em Minas se deve em grande parte à atuação do Governo de Minas, por meio da Epamig. 

A empresa mantém pacote tecnológico que possibilitou o apoio aos produtores rurais, oferecendo a tecnologia necessária para cultivo, extração do azeite de olivia e de abacate, envazamento, rotulagem e inserção no mercado.

Encontros com lideranças

No Sul de Minas, o vice-governador também cumpriu agenda nas cidades de Cambuí, Santa Rita do Sapucaí, São Lourenço e Itajubá, onde se reuniu com prefeitos, lideranças locais, empresários e servidores do Estado. 

Na oportunidade, Professor Mateus ouviu demandas e apresentou projetos do Governo de Minas que vão impulsionar o desenvolvimento na região.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *