Uncategorized

Prefeitura forma mais de 500 jovens líderes comunitários em cursos de Sustentabilidade, Esporte ou Cultura – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Esta foi a terceira turma do Pacto pela Juventude. Os alunos são de todas as partes da cidade – Laryssa Lomenha/JUVRio

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria da Juventude (JUVRio), formou mais de 500 jovens líderes comunitários em diferentes projetos sobre Sustentabilidade, Esporte ou Cultura. A formatura é parte do Pacto pela Juventude firmado com a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), em 2022. Esta é a terceira turma de jovens de todas as partes da cidade, como o morro do São Carlos, Fallet, Tuiuti, Barreira do Vasco, Babilônia, Alemão, Rocinha e Gardênia Azul. Também estiveram no evento 600 jovens selecionados para as novas turmas do projeto.

Criado na Cidade de Deus, o secretário da Juventude Carioca, Salvino Oliveira, entregou os certificados nas mãos dos jovens formados no Pacto pela Juventude.

– A pauta da juventude é prioritária para a Prefeitura do Rio. Nós vivemos numa época com a maior população jovem da história dessa cidade. E nós enfrentávamos a pior situação vivida pela juventude. Quase 50% dos jovens estava sem estudo e trabalho. E com muito esforço e dedicação nós transformamos esse quadro. O Rio de Janeiro hoje é a capital que mais gerou oportunidades para a juventude. Os jovens podem sonhar gigante e quero que eles contem com a gente para chegar nos lugares que eles quiserem. O Rio de Janeiro fez com que a juventude voltasse a sonhar. É para isso que a gente trabalha: construir uma cidade menos desigual. Jovens de 120 comunidades do Rio de Janeiro se encontram para um evento sobre oportunidade.

Pacto pela Juventude promove rede de jovens líderes comunitários

Um ecoponto de coleta de óleo de cozinha associado a uma oficina para ensinar como descartar corretamente o material e usá-lo na fabricação de sabão; a criação de um centro na comunidade para atrair crianças e jovens para atividades esportivas e uma página dedicada ao combate de fake news e à promoção da cultura da região. São apenas alguns dos 58 projetos criados pelos 533 jovens bolsistas do Pacto pela Juventude.

O Pacto seleciona, a cada semestre, 600 jovens de comunidades cariocas para formar líderes locais que, orientados por profissionais da Secretaria da Juventude, pesquisam e analisam problemas reais das suas regiões e, a partir daí, sugerem soluções. Durante seis meses, eles recebem um auxílio de R$ 400 para estudar e desenvolver o projeto final.

Os jovens são divididos em grupos, que escolhem em qual das três trilhas formativas eles desejam atuar: Sustentabilidade, Esporte ou Cultura. O ecoponto, associado à oficina de conscientização sobre o descarte e uso de óleo de cozinha, foi a solução sugerida pelos alunos do núcleo de Guaratiba, na Zona Oeste. O centro esportivo é a proposta do núcleo da Ladeira dos Tabajaras, favela da Zona Sul, em Copacabana, e a rede de combate às fake news e promoção da cultura local, dos jovens da comunidade Cesar Maia, é a proposta para Vargem Grande.

Antônio Pedro Lima, de 17 anos, é morador de Bangu. O rapaz sentiu que poderia fazer mais pelo bairro onde vive a partir do que aprendeu na trilha Sustentabilidade do Pacto pela Juventude. Ele desenvolveu com o seu grupo o projeto “A Praça é Nossa”.

– O maior problema que identificamos na nossa região é a falta de opções de atividades de lazer. Para resolver parte disso, queremos reformar e ocupar as praças da região de Bangu unindo parceiros e moradores nessa missão. O Pacto pela Juventude ampliou a minha visão de mundo e de onde eu posso chegar.  A JUVRio me proporcionou participar de palestras, debates, pesquisas no meu território e pensar em ações que de fato vão transformar o lugar onde eu vivo. Sem falar da bolsa que foi importante para me manter e dar os primeiros passos na vida que eu quero.

Beatriz Gabriela, de 15 anos, comemorou que sua vez de participar do Pacto pela Juventude chegou. A moradora de Campo Grande vai conciliar os estudos do Ensino Médio com o projeto e planeja seguir carreira militar.

– Uma amiga minha me apresentou ao Pacto e fiquei curiosa quando vi do que se tratava. Todo o curso me chamou a atenção. A possibilidade de fazer o bem, além da bolsa, são atrativos. Eu sempre gostei de estudar e mudar a minha comunidade para melhor é algo que me deixa muito feliz.

Desde julho de 2022, quando foi lançado, o Pacto Pela Juventude já realizou mais de 500 ações de territoriais, resultando em mais de 35 mil jovens que foram impactados em toda a cidade, levando conhecimentos e práticas sustentáveis alinhados com a Agenda 2030 da ONU para a juventude e seus pontos de contato, como família, vizinhos e amigos. Nos próximos meses, novos bolsistas poderão se candidatar às vagas.

Categoria:

  • 3 de abril de 2024
  • Marcações: Cursos formatura jovens Juventude Líderes comunitários Pacto pela Juventude Prefeitura do Rio UNESCO

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *